E nossa história não estará pelo avesso, assim, sem final feliz, teremos coisas bonitas pra contar e até lá vamos viver. Temos muito ainda por fazer, não olhe pra trás. - Legião Urbana

Aqui:


São as nossas canções.
Não acredito em poetas nem em filósofos gregos ou alemães, em psicanalistas ou em biólogos. Não acredito em teorias ou conselhos, em receitas ou testes de revistas. Não acredito nos mais velhos e nem em livros de autoajuda, em filmes americanos ou na Wikipédia. Não acredito em cartomantes nem em simpatias, em cantadas infalíveis ou versículos da Bíblia. Não acredito em Eros ou Afrodite, nos programas do Sílvio Santos ou na genética. Nem no García Márquez e nem no Sternberg. Não acredito em Santo Antônio ou no Dia dos Namorados. Eu acredito em canções. Eu acredito no Elvis Costello. Entendo tudo que os discos do Stevie Wonder querem me dizer. Acredito nos caras do Coldplay. Acredito em Solomon Burke, Cazuza, Nirvana, Queen, Tom Waits, The Smiths, All Green, Frank Sinatra, Neil Young, Verve e Radiohead. Estou com “Something”, dos Beatles. Confio em “Baby, I Love Your Way”, Peter Frampton. Me consolo com “Leaving On A Jet Plane”, na versão de Peter, Paul & Mary. Posso ser definido por “Comfortably Numb”, Pink Floyd ou pela turma do Bread, com “Lost Without Your Love”. Tim Maia, John Lennon, Carly Simon, Marvin Gaye, Jim Morrison, Chico Buarque, Otis Redding. Esse é o pessoal que você realmente não perde por escutar. Não existe nada grafado em papel ou num divã de vinil que faça sua alma compreender do que é feito o amor. Já ouviu falar em paixão, intimidade, sexo, loucura, companheirismo, saudade? Se já, aposto 50 dinheiros, não foi porque leu em algum lugar ou ouviu um professor os descrevendo. Você cruzou com isso em vida ou então pôs seus headphones e deixou-se levar por uma canção, as três de uma madrugada insone. Um dia você precisou aliviar seu sofrimento e quem estava lá? Sua mãe, um analista, um amigo bêbado? Fodam-se eles. Você ligou o rádio e alguém como Ian Curtis ou os rapazes do U2 disseram “ei cara, pare de lamentar sua perda, você já deu a volta por cima, pense no quanto você está melhor hoje”. Aí você muda o disco. O que você entende por grupo de ajuda? Weezer, New Order, Velvet Underground? Exato. Quando alguém te disser “eu estarei lá por você” só acredite se vier do Bon Jovi, Jacksons Five ou do Kenny Rogers. Eles são os únicos que você pode contar, no duro. Do resto, esqueça. Eles vão falar todo tipo de porcaria, cheios de razão, arrogância e menosprezo vão ditar regras, dizer que isso que soca seu peito é passageiro. E quem são eles? Um bando de diplomas pretensiosos na parede empoeirada, rindo da sua cara pelas costas, seu suposto idiota. Para dilatar uma alma contraída não há formação. Só duas coisas são capazes de arrepiar os cabelos do seu braço: um toque carregado de ternura ou a bela melodia num solo de guitarra. A única coisa que realmente importa acontece no pátio em intervalos, e não nas salas de aula. Seja qual for a história, se houver uma canção narrando sua situação, não importa o que disserem ou o que estiver escrito. É amor."

Gabito Nunes. (via inverbos)

  • Alguém pode me indicar um filme pra morrer chorando?




Somos tão pequenos em comparação a imensidão desse mundo!



Minha geração tá em decadência. Status, balada, interesse e independência. Músicas inúteis, fúteis, sem inteligência. Através de dança, crianças perdem a inocência. Dançam com a mão no joelho, letras tem influência… Tira a mão do joelho e coloca na consciência.


Passei o dia pensando em vários bagulhos. Sei lá se tô fazendo as coisas direto ou não. Não sei se vou atrás de prazer simplesmente pra me sentir completa por um momento ou à procura de um amor verdadeiro, pra não me sentir tão vazia por um momento. Não sei se tô fazendo a coisa certa. Não sei se me entrego simplesmente por achar que vou achar a pessoa certa assim. Milhões de possibilidades passam pela minha cabeça, fico pensando “e se?” Mil e uma histórias poderiam ter sido diferentes com uma atitude diferente, mais pensada ou será que por mais que eu tentasse mudar tudo eu chegaria no mesmo lugar que me encontro agora? E se eu tivesse feito tudo diferente, será que eu ainda estaria aqui? Será que eu teria te conhecido? Será que teus pais teriam gostado tanto de mim mesmo se eu tivesse mudado tudo no meu passado/futuro? E se eu não tiver fazendo a coisa certa? E se?"



Lembra que o plano era ficarmos bem?"

Legião Urbana.  (via alc00lizar)

Sinto saudades de quem não me despedi direito, das coisas que deixei passar, de quem não tive, mas quis muito ter."

Clarice Lispector.  (via inverbos)

Passado, presente e futuro devem coexistir harmonicamente na mente humana. Quando um deles é priorizado e os demais são totalmente esquecidos, surge alguma espécie de desequilíbrio, ou, no mínimo, a hipótese de que algo não esta correto, não está bem. Viva cada dia de uma vez. Não deixe de viver bem o hoje, em prol de um futuro que pode nem chegar. Se está infeliz no presente, busque motivos para se contentar com o que tem nele. Não viva sonhando com o que terá num tempo incerto que ainda nem chegou e, quiçá, nem chegará."

Machado de Assis.  (via inverbos)